27/06/2022 às 09h05min - Atualizada em 27/06/2022 às 09h05min

'Genocídio pelas mãos do estado', diz pré-candidata do Psol ao governo de MS sobre ação em Amambai

midiamax

Após a morte de Vitor Fernandes, 42 anos, da etnia Guarani Kaiowá, em ação da Polícia Militar a pré-candidata ao Governo do Estado, Luhhara Arguelho (Psol) se manifestou nas redes sociais. Segundo ela, o fato se trata de um ‘genocídio pelas mãos do estado’.

Na manhã deste domingo (26), a pré-candidata disse que está “junto com meus irmãos na área de conflito”. Ao Jornal Midiamax, Luhhara destacou que o Psol "se posiciona ao lado dos indígenas de Mato Grosso do Sul, nas lutas pelo direito a terra de seus ancestrais".

A pré-candidata afirmou que a legenda é favorável 'a criação de novas reservas indígenas, com proteção ambiental e ajuda estatal'. "Repudiamos a ação da Polícia Militar que agiu sobre ordem inescrupulosa do Secretário Estadual de Justiça e Segurança Pública. Viva o povo Guarani Kaiowá!!", declarou.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »