27/07/2021 às 11h33min - Atualizada em 27/07/2021 às 11h33min

Amambai volta a ser classificada com bandeira VERMELHA

Na véspera da volta às aulas, maioria dos municípios do Estado está em bandeira vermelha

correiodoestado

Na véspera da volta presencial das aulas da Rede Estadual de Ensino, a maioria dos municípios de Mato Grosso do Sul estão na bandeira vermelha, que representa grau de risco alto de contaminação da Covid-19.

Novo boletim do Programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir) foi divulgado nesta terça-feira (27).

O mapa situacional, que geralmente é atualizado a cada 15 dias, foi adiantado em uma semana devido ao retorno das aulas.

Isto porque cada cidade deverá atender as limitações de ocupação das salas de aula de acordo com a bandeira em que o município está classificado.

Conforme o boletim, Mato Grosso do Sul tem 38 municípios em bandeira vermelha, 31 em bandeira laranja, que representa grau de risco médio, e 10 em amarelo, de grau tolerável.

Não há cidades no risco baixo nem no extremo, representado pelas bandeiras verde e cinza, respectivamente.

Na semana passada, havia 41 municípios na bandeira laranja, 32 em bandeira vermelha e seis na amarela.

As cidades que estão na bandeira cinza devem ter até com 30% dos estudantes em sala no retorno presencial.

Na bandeira vermelha, as escolas devem ter 50% dos alunos.  

Já na bandeira laranja, 70% dos alunos devem estar em sala de aula.  

A bandeira amarela sinaliza que as escolas podem colocar até 90% dos alunos.

As aulas 100% presenciais só votarão nas cidades com a bandeira verde, o grau baixo de contágio do coronavírus.

 

Com relação aos dados do boletim do Prosseguir, o boletim apresenta uma ligeira piora em relação ao anterior, quando a maioria das cidades estava no grau médio, enquanto agora está no vermelho.

No entanto, a diferença é pequena e indica uma estabilidade, mas os índices ainda preocupam.

Como grande parcela das cidades se enquadram nos riscos alto e médio, as recomendações é que se mantenham as medidas de biossegurança, como uso de máscara e distanciamento social.

As recomendações do toque de recolher permancem as mesmas para cada bandeira, sendo das 20h às 5h para cidades na bandeira cinza; das 21h às 5h para bandeira vermelha e das 22h às 5h para bandeiras amarela e laranja.

Campo Grande continua na bandeira vermelha, mas o toque de recolher vigente é das 23h às 5h, conforme decreto do prefeito Marcos Trad (PSD).

 

Classificação

Bandeira amarela - grau tolerável

  • Anaurilândia
  • Douradina
  • Glória de Dourados
  • Itaquiraí
  • Jateí
  • Novo Horizonte do Sul
  • Rochedo
  • Santa Rita do Pardo
  • Tacuru
  • Taquarussu

Bandeira laranja - grau médio

  • Alcinópolis
  • Angélica
  • Antônio João
  • Aral Moreira
  • Bataguassu
  • Caarapó
  • Camapuã
  • Caracol
  • Cassilândia
  • Chapadão do Sul
  • Deodápolis
  • Dois Irmãos do Buriti
  • Eldorado
  • Guia Lopes da Laguna
  • Inocência
  • Itaporã
  • Japorã
  • Jaraguari
  • Jardim
  • Juti
  • Ladário
  • Laguna Carapã
  • Nioaque
  • Nova Alvorada do Sul
  • Nova Andradina
  • Paranhos
  • Porto Murtinho
  • Rio Brilhante
  • Selvíria
  • Sete Quedas
  • Sonora

Bandeira vermelha - grau alto

  • Água Clara
  • Amambai
  • Anastácio
  • Aparecida do Taboado
  • Aquidauana
  • Bandeirantes
  • Batayporã
  • Bela Vista
  • Bodoquena
  • Bonito
  • Cassilândia
  • Campo Grande
  • Corguinho
  • Coronel Sapucaia
  • Corumbá
  • Costa Rica
  • Coxim
  • Dourados
  • Fátima do Sul
  • Figueirão
  • Iguatemi
  • Ivinhema
  • Maracaju
  • Miranda
  • Mundo Novo
  • Naviraí
  • Paraíso das Águas
  • Paranaíba
  • Pedro Gomes
  • Ponta Porã
  • Ribas do Rio Pardo
  • Rio Negro
  • Rio Verde de Mato Grosso
  • São Gabriel do Oeste
  • Sidrolândia
  • Terenos
  • Três Lagoas
  • Vicentina
Indicadores

Para gerar a classificação, são avaliados seis indicadores, cada um com um peso, que gera uma média para classificar a cidade.

São avaliados:

  • Taxa de rastreio e monitoramento de contatos de casos confirmados e suspeitos de Covid-19;
  • Variação da incidência de casos SRAG com confirmação ou suspeita de Covid-19;
  • Variação da incidência de novos óbitos por SRAG com suspeita ou confirmação de Covid-19;
  • Variação a incidência de casos de SRAG na população indígena;
  • Ocupação de leitos de UTI SRAG/Covid-19;
  • Eficiência na aplicação de doses do programa de vacinação da campanha contra a Covid-19.

A avaliação dos indicadores é realizada para elaboração de relatórios a serem submetidos à validação do Comitê Gestor do Prosseguir e para gerar a classificação de risco por cores de bandeiras.

Através dessa classificação, são estabelecidas recomendações para municípios referentes ao ritmo de funcionamento das atividades socioeconômicas.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual o principal sentimento que você tem em relação à pandemia de Covid-19?

56.6%
2.0%
32.9%
8.5%