04/05/2017 às 12h16min - Atualizada em 04/05/2017 às 12h16min

Recuperação da rodovia entre Amambai e Caarapó está complicada

Empresa vencedora da licitação seria anunciada ontem

agazetanews

Há poucos minutos para encerrar o prazo e a abertura dos envelopes para o anúncio da vencedora, prevista para as 10h da manhã de ontem,uma empresa manifestou o interesse em apresentar recurso, fator que poderá atrasar o processo de licitação e consequentemente o início da obra de recuperação da Rodovia MS-156, trecho que liga Amambai a Caarapó.

Segundo a Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura) de Mato Grosso do Sul, a manifestação pelo recurso foi apresentada pela Compasa, a mesma empresa que há pouco mais de dois anos realizou o recapeamento na gestão do então governador do Estado, André Puccinelli.

Antes da apresentação do interesse pelo recurso por parte da empreiteira, o secretário de Estado de Infra Estrutura em MS, Ednei Marcelo Miglioli, que cumpria agenda de trabalho em Amambai, havia relatado que não havendo recursos, o Governo do Estado pretendia dar, em 30 dias, a ordem de serviço para a recuperação do trecho de rodovia estadual, que é classificada como de fundamental importância, tanto para o desenvolvimento como para a acessibilidade de vários municípios da fronteira, no Cone Sul do Estado à região central de Mato Grosso do Sul.

Segundo Marcelo Miglioli, a partir da manifestação pelo recurso, a Compasa, que segundo a Seinfra teria sido desclassificada por supostamente não preencher critérios técnicos, teria cinco dias para formalizar o recurso.

A partir daí o Governo do Estado tem determinado prazo para analisar o recurso e tomar uma decisão se é procedente ou não.mas a empreiteira ainda poderá recorrer da decisão na Justiça, fator que poderá “enrolar” por tempo indeterminado o início da obra.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual o principal sentimento que você tem em relação à pandemia de Covid-19?

56.0%
3.9%
31.9%
8.1%