01/05/2021 às 07h01min - Atualizada em 01/05/2021 às 07h01min

Acusado de matar Dirceu Lanzarini é condenado a 16 anos de prisão

Denunciado pelo crime de homiciadio qualificado  contra o ex prefeito de Amambai, Dirceu Lanzarini; tentativa de homicídio, com as mesmas qualificadoras, em relação ao genro do ex-prefeito, Kesley Aparecido Vieira Matricardi, além de porte ilegal de arma e por posse ilegal de arma e munição, o réu Luis Fernandes, conhecido como “Paraguaio”, de 55 anos, foi condenado a 16 anos de prisão.

A sentença foi dada pela juíza Dra Thielly Prado Alencar Pitthan por volta das 22h30min dessa sexta-feira, dia 30, depois de um longo dia de juri popular que teve início às 9h, no Fórum da cidade de Amambai-MS. Luis Fernandes participou do juri por videoconferência.

O júri foi composto por 6 mulheres e um homem.

O Conselho de Sentença decidiu pela ocorrência dos crimes de homicidio qualificado e porte ilegal de arma de fogo e pela absolvição do réu em relação aos crimes de tentativa de homicidio e posse ilegal de arma de fogo.

” Em obediência a soberania dos veredictos, eu condeno o Sr Luis, ao artigo 121, parágrafo II, inciso IV do código Penal e Artigo 14 da Lei 10826, absolvendo portanto, do artigo 121, parágrafo II, inciso II e IV combinado artigo 14, inciso II e artigo 2 da Lei de Armas..fixo a pena máxima para homicídio em 14 anos de reclusão, mais fixo do mínimo legal por porte ilegal de arma de fogo em 2 anos e 10 dias multa, que somadas pelo concurso material, restam definitivamente fixadas em 16 anos de reclusão e 10 dias multa. Fixo regime inicial como fechado, mantendo a prisão preventiva e fixo o valor minimo para reparação de danos em favor da vítima fatal no valor mínimo de R$ 25 mil reais”, finalizou encerrando a sessão, a juíza Thielly Prado Alencar Pitthan.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »