02/09/2020 às 09h03min - Atualizada em 02/09/2020 às 09h03min

Polícia Civil esclarece estupro de vulnerável em aldeia

Assessoria
A Polícia Civil de Amambai esclareceu um estupro de vulnerável ocorrido em uma das aldeias indígenas da cidade e prendeu o autor. Segundo a Polícia, o padrasto abusava de sua enteada de 11 anos há mais de um ano e chegou a engravidá-la.
 

O fato chegou ao conhecimento da Polícia, que foi acionada pela saúde municipal, com a informação de que uma criança estaria recebendo atendimento médico, onde se constatou estar grávida de 25 semanas.

O conselho tutelar da cidade também foi acionado e realizou o atendimento da vítima. Durante o atendimento, a criança informou que o autor do crime seria seu padrasto, F. M. M., de 23 anos, que convive com a família. Ainda segundo a criança, ele mantinha relações com ela sempre na ausência da mãe, quando ela saía e ficava sob os cuidados do padrasto, que se aproveitava da situação.

A mãe da criança foi ouvida e alegou ter ficado sabendo da gravidez da filha apenas após exame médico. Ainda segundo a mãe, o autor teria perdido contato com a família já há alguns dias, não sabendo dizer onde ele estava.

Diante dessas informações, o Delegado responsável pelo caso, Dr. Caio Macedo, representou pela prisão preventiva do autor, que foi decretada pela Justiça. Já com o mandado de prisão em mãos, a Polícia Civil localizou e prendeu o autor, que foi interrogado e confessou todo o crime. Ele foi indiciado pelo crime de estupro de vulnerável, previsto no art. 217-A do Código Penal e encaminhado ao presídio local, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Fonte: Assessoria


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »