12/05/2020 às 16h06min - Atualizada em 12/05/2020 às 16h06min

Sistema de monitoramento meteorológico do Paraná registra queda de 225 raios em Amambai

campograndenews
Durante dez horas seguidas, desde a meia noite desta terça-feira (12), a principal cidade na linha de fronteira entre o Brasil e o Paraguai, em Mato Grosso do Sul - Ponta Porã, na divisa com Pedro Juan Caballero (PY) -, acompanhou a queda de 876 raios. Os dados são do Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná) que registra as descargas elétricas de todo o país em tempo real. 
A região registrou maior incidência e em outras cidades, como Bela Vista, a chuva também veio com muitas descargas elétricas, 466. Em Amambaí, que até o início da manhã acumulou o maior volume de chuva, 48,2 mm, foram 225 raios desde a zero hora.
Em Aral Moreira caíram 195 descargas elétricas, segundo os dados do Simepar. Caíram, ainda, 193 raios em Porto Murtinho, no sudoeste de Mato Grosso do Sul, 48 em Coronel Sapucaia e 21 em Caracol.
Segundo o meteorologista Natalio Abraão, é no sul que a chuva veio em peso e com vendavais, em cidades como Amambai e Ponta Porã. Há nesta terça-feira dois alertas do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) para perigos potenciais de tempestades, abrangendo todas as regiões e um alerta de perigo, mais intenso, nas regiões sul e sudoeste.

O alerta fica vigente até às 22h59 e o cuidado é para a queda de granizo que pode danificar as lavouras, e a tempestade como um todo, atingir a rede elétrica. O Inmet ainda cita queda de árvores e alagamentos para 34 cidades dessas duas regiões, incluindo Ponta Porã.

Conforme o meteorologista da Uniderp, já choveu 48,2 mm em Amambai, onde as temperaturas foram derrubadas para 19 graus no início da manhã. Em Aral Moreira, segundo Natalio, já choveu 22 mm e os ventos foram de 45 km/h. Porã tem chuva que totaliza 32,4mm com 19,3 graus e ventos de 40km/h.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual o principal sentimento que você tem em relação à pandemia de Covid-19?

56.0%
3.3%
32.3%
8.3%