12/11/2019 às 06h03min - Atualizada em 12/11/2019 às 06h03min

Janete Córdoba pede para reformar Escola Agrícola

amambainoticias

Em atendimento a reivindicação apresentada por pais e alunos que frequentam a escola agrícola Lino do Amaral Cardinal, a vereadora de Amambai Janete Córdoba (PSDB) está solicitando do executivo municipal intervenção junto ao Governo do Estado, no sentido de garantir recursos para realização de reformas nas instalações da unidade escolar.

Janete ressalta que a escola atende 115 alunos no Curso Técnico em Agropecuária, através da extensão da escola estadual Vespasiano Martins, por intermédio de parceria efetivada entre o Estado e o Município de Amambai e que as instalações precisam de reformas.

"Trata-se de uma reivindicação dos pais e alunos da escola, tendo em vista que melhorando as instalações e a infraestrutura a unidade escolar, com certeza, irá proporcionar um ambiente mais adequado e com melhor qualidade na educação", reforça a presidente do legislativo de Amambai, vereadora Janete.

A proposição foi encaminhada ao prefeito, por intermédio da indicação número 294/2019, subscrita pelo vereador Robertino Dias, e apresentada ao plenário, na sessão ocorrida nesta segunda-feira (11/11).

Histórico da Escola

A Escola Agrotécnica Lino do Amaral Cardinal está instalada em área junto à fazenda Itapoty, localizada na rodovia que liga Amambai a Aral Moreira, na altura do km 15. Foi criada através da lei municipal 1.427/87.

Está instalada em uma área de 100 hectares, recebida de doação de Júlia de Oliveira Cardinal. Possui 30 hectares de reserva natural, 20 hectares com pastagens, 40 hectares destinados a lavouras diversas e 10 hectares de área construída.

A Escola iniciou suas atividades no ano de 1988, provisoriamente nas dependências da escola municipal Antônio Pinto da Silva. No ano de 1989, o Conselho Estadual de Educação autorizou seu funcionamento.

No ano de 2000, teve sua denominação alterada conforme lei municipal 1.584/00 para Escola Municipal Agrotécnica Lino do Amaral Cardinal. Nesse mesmo ano passou a pertencer ao Sistema Municipal de Ensino.

Desde sua criação, a escola oferecia o Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano, com pré-qualificação em agropecuária, atendendo alunos de Amambai e região em regime de internato e semi-internato em turno integral.

No ano de 2008, foi implantado o curso técnico em Agropecuária integrado ao Ensino Médio, uma extensão da escola estadual Vespasiano Martins.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »