17/10/2019 às 11h26min - Atualizada em 17/10/2019 às 11h26min

IBGE realizou reunião de planejamento e acompanhamento do censo 2020 com representantes locais

Assessoria

Representantes locais dos poderes Executivo e Legislativo, de associações, instituições públicas e da imprensa participaram na manhã desta quarta-feira, 16 de outubro, de uma reunião de planejamento e acompanhamento do censo 2020 que será realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Censo Demográfico é um grande retrato da população brasileira e das suas características socioeconômicos, extenso e profundo, que fornece informações para o planejamento público e privado da próxima década. A sociedade precisa fazer parte neste trabalho, por isso o IBGE estabelece com cada comunidade um canal de diálogo e cooperação, através desta reunião.

A representante do IBGE no ato foi Rosemeire Alvares Freitas Rodrigues, Técnica da unidade de Ponta Porã, onde também é responsável pelas cidades de Amambai, Antônio João, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Paranhos, Sete Quedas e Tacuru. Ela apresentou dados estáticos de 2010 e explicou sobre a importância dentro do município de ter todos os dados atualizados, não apenas os populacionais, mas também os econômicos e territoriais.

Para o novo censo, é necessário que seja atualizada a base territorial de Amambai, apresentando os novos bairros e loteamentos que foram introduzidos, para isso, o IBGE precisa de material que é oferecido pelos órgãos públicos e também por profissionais que tenham conhecimentos sobre as áreas.

"Temos certeza que em 10 anos mudou muita coisa, por isso é muito importante este novo censo, para que a prefeitura possa além de ter noção real sobre a população, possa receber novos recursos através do Fundo de Participação dos Municípios (FPM)", explicou Rosemeire.

Em breve novas reuniões serão realizadas, para que nos meses de agosto, setembro e outubro, esteja tudo preparado para que os agentes censitários possam passar de casa em casa coletando todas as informações necessárias.

Fonte: Bruna Corrêa/DECOM


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »