02/03/2019 às 06h54min - Atualizada em 02/03/2019 às 06h54min

Pastor evangélico é acusado de abuso sexual

agazetanews
Uma mulher de 41 anos se deslocava de casa para o trabalho no início da manhã quando, ao passar na frente de uma igreja, foi abordada pelo acusado, que se dizia ser pastor evangélico, quando o homem teria perguntado se ela estaria sentindo algum tipo de dor e dito que ele iria realizar uma “oração milagrosa” e ela seria curada de imediato.

Como a mulher, que diz ser católica, de fato estaria sentindo uma dor, se sujeitou a entrar na igreja com o pastor e 
ao indicar o local que estava doendo, o homem mandou que ela levantasse a blusa e repentinamente  teria se encostado na vítima e introduzido um dos dedos no seu órgão genital.

Constrangida com a situação sofrida e com o objetivo de impedir que o acusado fizesse outras vítimas, a mulher procurou a polícia para registrar a ocorrência.

A delegada que atuou nas investigações do caso, Dra. Larissa Serpa, informou que ao ser intimado o pastor compareceu na Delegacia de Polícia Civil em Amambai, confessou ter introduzido o dedo na vagina da mulher afirmando que o fato teria ocorrido em um momento de fraqueza dele, já que teria sentido atração sexual pela vítima.
A delegada chegou a representar pela prisão preventiva do pastor, que teria chegado a cidade há pouco mais de um mês, vindo da região norte do Brasil, segundo ele designado pela sua igreja para instalar a congregação em Amambai, mas a justiça negou.

O pastor foi indiciado pelo crime de “violação sexual mediante fraude” e o inquérito foi relatado e encaminhado ao Ministério Público para serem adotadas as providências cabíveis.
Os nomes dos envolvidos não foram revelados.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O atual prefeito, Dr Bandeira, deve tentar uma vaga de Deputado Estadual nas próximas eleições?

77.9%
22.1%