17/10/2018 às 19h56min - Atualizada em 17/10/2018 às 19h56min

SRA e prefeitura discutem prioridades para reparo de estradas

Assessoria

O presidente do Sindicato Rural de Amambai (SRA), Ronan Nunes da Silva, esteve reunido com o prefeito do município, Dr. Edinaldo Bandeira para discutir a situação das estradas rurais em Amambai.

Chuvas de mais de 300 milímetros registradas em um curto espaço de tempo na semana passada destruíram cabeceiras de pontes, aterros e deixou a maior parte das estradas rurais municipais em situação precárias.

Durante a reunião, que também contou com a presença do secretário de obras da prefeitura local, Augusto Espíndola e do coordenador municipal da Defesa Civil em Amambai, o subtenente do Corpo de Bombeiros, Wilson Vicente Ferreira, Ronan Silva ouviu das autoridades municipais para, posteriormente repassar a classe produtora, as medidas que a prefeitura pretende adotar e inclusive já vem adotando desde a semana passada, para recuperar pontos críticos e garantir acesso a determinadas regiões do município, que inclusive chegaram a ficar isoladas por conta dos danos provocados pelas interpéries.

Para Ronan Silva a preocupação do Sindicato Rural e da classe produtora em geral é garantir o acesso do transporte escolar para manter a participação das crianças e adolescentes moradoras no campo nas aulas e em relação a acessibilidade às propriedades rurais para garantir o plantio da safra, principalmente da soja, que está em pleno andamento.

A prefeitura informou que já está sendo empregado todo o seu máquinário disponível para socorrer os pontos considerados como cruciais, como fo restabelecimento do tráfego na ponte sobre o Rio Moroti.

O Sindicato Rural está pedindo apoio de toda a classe produtora no sentido de colaborar com as equipes de reparo da prefeitura quando possível, permitindo a abertura de cercas e cedendo cascalho quando necessário e também no sentido de informar sobre pontos  de estradas considerados críticos.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a eleição para Governador fosse hoje, quem teria o seu voto?

35.1%
8.2%
7.6%
22.2%
11.7%
15.2%