22/04/2022 às 13h38min - Atualizada em 22/04/2022 às 13h38min

Bastidores Políticos com Fonseca Junior

A atual prefeita Adriane Lopes afirmou que segue em apoio à pré-candidatura do antecessor, Marquinhos Trad (PSD). Além disso, reforçou que o Patriotas e o PSD trabalham há muito tempo juntos e que vai seguir em parceria com o amigo.

A pré-candidata ao Governo de MS pelo PT, Giselle Marques, participou do lançamento da sua pré-candidatura, na última terça-feira (12), e estava à altura da ocasião com um vestido vermelho, sandálias de salto fino vermelhas, unhas também vermelhas e um brinco com um desenho do Lula.

A preocupação maior foi com o figurino, já que o eleitor sentiu falta de ouvir quais serão as bases para o plano de governo. O discurso focou mais na trajetória dela na militância política.

Giselle teve a fala tomada diversas vezes pelo presidente do PT, Vladimir Ferreira, e mesmo tentando reforçar a importância sobre sua pré-candidatura, teve o protagonismo tirado de cena pelos ‘homens da casa’ e um deles, o próprio professor Tiago Botelho, é pré-candidato ao Senado pelo partido.

Marquinhos (PSD) está apostando alto no marketing político e mais um videozinho foi publicado para reiterar um dos esportes favoritos do ex-prefeito, que é o futebol.
O bate-bola rendeu não só uma publicação de engajamento para os jovens na política, mas também na transformação diária que ele segue como um ‘escolhido’ para o povo.

Outro pré-candidato direcionado totalmente às redes sociais é André Puccinelli (MDB), que aderiu às caixinhas do momento no Instagram, voltadas a responder perguntas dos seguidores e gerar engajamento.

No post de ’4 versões de você’, o ex-governador postou foto com os netos, mexendo em massa de pão, falando no celular e, claro, visitando obras públicas.

Ferrenho crítico do ex-prefeito Marquinhos Trad na Câmara Municipal de Campo Grande, o vereador Marcos Tabosa (PDT) rasgou elogios a prefeita Adriane Lopes (Patriota). Disse que ela está fazendo 'coisas extraordinárias'.

O parlamentar, claro, não deixou de alfinetar o antecessor, dizendo que ele não fez em cinco anos, o que Adriane fez em pouco mais de uma semana. Prefeita está fazendo coisas extraordinárias, que o prefeito não fez.

O presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Jaime Teixeira, confirmou sua pré-candidatura a deputado federal, em postagens nas redes sociais.

Militante, ele demonstrava que sairia candidato nas eleições deste ano, mas negava até então.

Recém-nascido após as fusões de DEM e PSL, o União Brasil viveu um esvaziamento em Mato Grosso do Sul. As últimas semanas, edições do Diário da Justiça Eleitoral trouxeram uma série de comunicações de desfiliações de políticos, com ou sem mandato, da nova legenda.
Boa parte desses “migrantes” seguiu para o Progressistas na carona da agora deputada federal e ex-ministra Tereza Cristina, ela mesma ex-filiada ao DEM.

O União, por outro lado, também registra ingressos de filiados, impulsionados pela possibilidade de uma candidatura própria ao Governo de Mato Grosso do Sul, hoje representada pela deputada federal Rose Modesto. Mas a saída de filiados, publicada em veículo oficial, não passou batida.

Vem sendo processado a conta-gotas o impacto que a eventual junção na disputa presidencial entre MDB, PSDB, União Brasil e Cidadania terá nos Estados.

Em Mato Grosso do Sul, por exemplo, os três primeiros têm nomes postos ao Executivo estadual, com o Cidadania a reboque do ninho tucano.

Em caso de coligação, os partidos poderiam até seguir cada um com seu projeto, unidos em torno de apenas um presidenciável. Contudo, a figura da federação partidária, criada para 2022 e que prevê o funcionamento dos integrantes como partido único por 4 anos, também exige postura uníssona nos Estados — ou seja, com um candidato ao Governo. É ai que a porca torce o rabo.

Cotado para integrar a chapa proporcional, Coronel Alírio Vilassanti (União Brasil) decidiu embarcar nas viagens de interior e soma apoio a pré-candidata ao Governo, Rose Modesto (União Brasil).

Com o nome da deputada em destaque no cenário estadual, o Coronel não perdeu tempo e está buscando ficar cada vez mais engajado não só na pré-campanha da Rose, mas principalmente na sua.

O dever de casa tem sido feito direitinho, diferente dos antigos integrantes do PSL, Vilassanti decidiu embarcar no União.

Durante as andanças pelo Estado, André Puccinelli (MDB) não deixa passar nada e, recentemente o ex-governador publicou pequenos vídeos em frente a um monumento de obra entregue durante sua gestão.

Após a divulgação de matérias sobre abertura de processo de cassação de mandato do prefeito de Ribas do Rio Pardo, João Alfredo Danieze (PSOL), o mesmo tem corrido dos pronunciamentos o quanto pode, assim como o Papa-Léguas foge do coiote.

Danieze tem acusado a imprensa de estar sendo paga para noticiar os trâmites realizados na Câmara Municipal.
Link
Leia Também »
Comentários »