16/03/2017 às 21h07min - Atualizada em 16/03/2017 às 21h07min

Pimenta do Reino VI

Cabeças vão rolar
Ainda sem completar os primeiros 100 dias de administração, o prefeito Bandeira, já prepara uma reforma administrativa em Amambai. A ideia é diminuir de 14 para 7 ou 8 secretarias, além de demitir vários comissionados, que foram contratados na empolgação pós campanha. Tem gente que mal teve tempo de esquentar a cadeira e já vai ser convidado a desocupar a moita.

Antes tarde, do que nunca.
Analistas políticos dizem que os gestores Bandeira e Brito, correm contra o tempo para reparar um erro infantil cometido no início da gestão. Ao invés de aproveitar a popularidade de uma vitória nas urnas e o momento pelo qual atravessa o país para fazer um enxugamento da máquina administrativa, aumentaram o número de secretarias, contrataram a rodo, com polpudos salários e agora serão obrigados a demitir. A chiadeira vai ser grande.

Lista I
Anilson Prego, David Nicoline, Eder Espíndola, Ubiratan Martins e Luciney Bampi, são os mais cotados a deixar as respectivas pastas, já que as secretarias que ocupam deverão incorporadas por outras. Obras e Serviços Urbanos também deverão ser unidas em uma só. J. Roberto, o engenheiro de carreira da prefeitura Mauricio Sartoreto e até o Ruanis, popular Sabão, estão cotados para ocupar o cargo.

Lista II
Prego e Luciney entraram na famosa cota do acordo pré-campanha. Se for confirmada a extinção das secretarias que ocupam, o que resta saber é se serão acomodados em outros departamentos sem o status de secretário ou se serão gentilmente convidados a procurar os seus direitos.

Liderança
Reunião foi convocada as pressas para aparar arestas entre os vereadores da base, o prefeito e o seu líder. O “doutor” não teria gostado da atitude de Dilmar Bervian, de não aceitar fazer uma indicação honrosa ao médico Jeferson Baggio, que deve estar de mudança para Amambai. O clima esquentou mais ainda porque Dilmar, que é ligado ao vice Vater Brito, recebeu duras críticas de Janete Córdoba, do PSDB.

Publicidade
A Prefeitura de Amambai, aditou o contrato com a agência de publicidade Comuniart, em mais R$ 105.000,00. Um aumento correspondentes à 25% do valor originário que era de R$ 420.000,00, perfazendo o montante de R$ 525.000,00, durante o período de um ano. Sob o comando de José Aguiar, o Departamento de Comunicação da prefeitura, já assinalou um contrato de R$ 15.000,00 com uma rádio da cidade, para divulgar matérias institucionais da Prefeitura.

Perguntar não ofende
Quem hoje se manifesta contra a reforma da previdência, não são os mesmos que a deixaram quebrar por pura incompetência e roubalheira?
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »

Qual o principal sentimento que você tem em relação à pandemia de Covid-19?

56.8%
1.7%
33.0%
8.5%