13/03/2017 às 10h17min - Atualizada em 13/03/2017 às 10h17min

Servir a Deus ou a Mamom?

“Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de odiar um e amar o outro ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom” (Mt 6.24).

Mamom significa deus de riquezas e cobiça; literalmente “dinheiro”. Jesus está dizendo nesse versículo que, não se pode servir aos dois ao mesmo tempo; isso porque Deus não divide a sua glória: “Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor, às imagens de escultura” (Isaías 42.8).
 
O dinheiro é a solução para muitas coisas: resolve problemas relacionados à saúde, à estética corporal, à beleza do corpo e compra o alimento; proporciona vigor e bons relacionamentos amorosos, bem-estar familiar, pessoal e profissional. Garante uma vida boa na terra em tudo aquilo que o dinheiro pode comprar, mas, tem suas limitações! Chega um tempo ou uma situação em que o dinheiro não consegue resolver: A cura de uma determinada doença, aumentar o tempo de vida na terra e a salvação, por exemplo! O dinheiro é a nossa moeda de troca pelas coisas de que necessitamos no nosso dia a dia, mas, só o conseguimos, se Deus nos der vida, saúde, força e capacidade!
 
O problema não está em adquirirmos dinheiro, ter nossas economias para o nosso sustento e de nossa família; bem como para ajudar o necessitado. O problema é quando o dinheiro toma o lugar de Deus no nosso coração! Quando idolatramos o dinheiro, nos apegando a ele como um deus que resolve tudo e assim depositamos a nossa confiança no dinheiro e não em Deus. Vivendo assim, dessa maneira, o dinheiro se torna deus: “Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração” (Mateus 6.21).
 
Quando depositamos a nossa confiança no poder do dinheiro e nos dedicamos a ele, rejeitamos a Deus e atraímos mais problemas do que soluções. Por causa do dinheiro, quantas famílias são destruídas? Quantas doenças contraídas, quantos suicídios e quantas vidas ceifadas? Quantas pessoas possuem milhões de reais ou de dólares e são infelizes, depressivas, doentes e nem podem desfrutar dos seus bens? O dinheiro é bom, sem ganancia, sem avareza e sem egoísmo. Ao contrario, traz desgraças para quem o ama: “Porque o amor do dinheiro é a raiz de toda espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé e se traspassaram a si mesmos com muitas dores” (1Tm 6.10).
 
Se você crê em Deus, saiba que Ele quer ter um relacionamento de Pai para filho com você! Mamom tem que sair do seu coração! Deus quer que você confie nEle e não no dinheiro! Portanto, dedique partes de seu tempo, de suas finanças e de sua inteligência, primeiramente ao Reino de Deus, que Ele vai cuidar de você e de sua família (Mt 6.33).
Link
Relacionadas »
Comentários »

Qual o principal sentimento que você tem em relação à pandemia de Covid-19?

56.8%
1.7%
33.0%
8.5%