06/06/2018 às 08h15min - Atualizada em 06/06/2018 às 08h15min

Pimenta do Reino XXIV

Fake inglês
Representantes de 10 partidos ajoelharam diante do presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luiz Fux, assinando um compromisso contra a divulgação de notícias falsas (fake news) durante as eleições de outubro. O documento foi avalizado pelo PSDB de Reinaldo Azambuja, PDT do juiz Odilon de Oliveira e mais DEM, PCdoB, PSDB, PDT, PRB, PSC, PSD, PSL, PSOL e Rede. O MDB de André Puccinelli e Temer, nem deu bola. 

Eu prometo
De acordo com o documento, os partidos se "comprometem a manter o ambiente de higidez informacional, de sorte a reprovar qualquer prática ou expediente referente à utilização de conteúdo falso no próximo pleito, atuando como agente colaboradores contra a disseminação de fake news nas eleições 2018". Resta saber se a campanha eleitoral em Mato Grosso do Sul, por exemplo, não terá esse expediente sujo como nas anteriores.  Muitos duvidam!

Pra inglês ver
Os 35 partidos existentes no país foram convidados para o evento e, de acordo com o presidente do TSE, os 25 que ainda não assinaram o documento poderão fazê-lo até o dia 21 de junho, quando o tribunal realizará um seminário para discutir o combate à divulgação de notícias falsas.  A ideia da Justiça Eleitoral é conduzir uma eleição limpa, com ética, da qual o povo brasileiro possa dizer que, efetivamente, o Brasil tem uma democracia exemplar. 

Agrado
O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Júnior Mochi (MDB), promulgou a lei 5.203 que dispõe sobre a correção monetária dos valores das modalidades licitatórias na administração pública direta e indireta. Publicada no Diário Oficial desta terça-feira (5), a decisão a agradou os prefeitos sul-mato-grossenses que chegaram a fazer lobby em favor da aprovação do texto de autoria do deputado Barbosinha (DEM). 

Mapa da mina
O cenário político estadual demonstra até agora consistência em três pré-candidaturas ao governo do Estado. Além do projeto de reeleição do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), o confronto deve envolver ainda o ex-governador André Puccinelli (MDB) e o juiz aposentado Odilon de Oliveira (PDT), isso se não mudar lá na frente por conta das articulações políticas de bastidores em torno das alianças partidárias. Afinal, até a realização das convenções muita água deve rolar por baixo da ponte. 

Capivara
 Principal adversário do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) ao governo de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (MDB) tem assegurado em seus discursos no interior e em Campo Grande que é candidato ao cargo mesmo diante de investigações, sobretudo, por não ser condenado judicialmente. “Nenhum candidato que não for ficha-limpa poderá ser registrado. E eu, dia 5 de agosto, terei candidatura registrada, porque sou ficha limpa”.

Pé na estrada
 Os deputados federais Zeca do PT e Vander Loubet (PT-MS) estão andando mais do que notícias ruim em busca de apoio político em suas bases eleitorais. Pré-candidato ao Senado, o ex-governador emplacou uma dobradinha com o sobrinho que tentará sua reeleição em outubro. A luta continua!”, registrou Vander em sua conta no facebook. 
 
Link
Leia Também »
Comentários »